Surpresa deliciosa no gloryhole

Olá, somos novos aqui, de uns tempos pra cá começamos a ler contos com frequência, e nos inspirou em realizar alguns fetiches que adquirimos, somo um casal jovem ambos na faixa dos 30 anos, ela Andreia (nome fictício) baixinha, corpo GG, seios médios branquinha uma delícia, eu Thiago ( nome fictício) 1,75 moreno GG tbm, não somos super em nada porém muito apaixonados um pelo outro e respeito acima de tudo, somos casados a 5 anos, sempre com muito fogo na cama, decidimos escrever esse conto que aconteceu ano passado, Andreia é pouco mais velha do que eu e ja tinha ido em uma casa de swing para conhecer, quando me contou fiquei curioso numa mistura de ciúme bobo porque águas passadas já se foram e estão bem longe, quis saber o que ela aprontou por lá e disse que

nada demais foi conheceu uma casa aqui em sp foi em uma salinha fechada e transou com seu parceiro sem nada demais. Me perguntou se já tinha ido, eu disse que não mas tinha vontade de conhecer, por ser uma balada, e ir em um quartinho reservado e transar nada mais, ambos somos um tanto quanto ciumento um com o outro e não gostaria que nada rolasse. Um belo dia assistimos um filme sobre relacionamento aberto, e alguns comentários feitos por Andreia me fez testar. Se eu a liberasse para fazer algo se ela faria, ela disse que se liberasse pode ser que sim mas que era difícil dizer por ela ter uma mente mais fechada pra esse quesito, e não iria gostar que alguém se aproximasse de mim e tentar algo ele iria ficar muito puta. Por fim morreu o assunto sobre seguimos por uns meses.

Uma bela noite não tinhamos nada para fazer, e queríamos sair, como não temos muitos amigos decidimos sair nos dois para beber algo, ela tomou banho e colocou um body preto com detalhes que mostram bem a entrada do decote, um shortinho jeans confortável nada demais. Tô ei banho me arrumei e saímos, bebemos uns drinks e foi quando ela disse, vamos numa casa de swing, já que você não conhece, vamos lá. Tomamos mais uns drinks e fomos, chegamos na casa por volta das 23:00 e eu confesso que fiquei um pouco nervoso por estar indo em um lugar como esse, nunca tinha ido, não sabia como funcionava a não ser o que ela me contou no caminho, que todo mundo respeita seu espaço, não acontece nada que você não queira, entramos fomos muito bem recebidos e sentamos em uma mesa, pedimos mais uns drinks e fomos vendo a casa encher, aos poucos, as vezes íamos dançar um pouco e voltava para

mesa próximo ao bar, até que ela me disse vamos ver as salas que tem, levantei e seguimos, passamos por uma porta onde havia um corredor escuro com poucas luzes, Andreia foi na frente me guiando, o ambiente estava vazio, a não ser uma sala ao fundo onde tinha uma cama grande alguns sofás pequenos e um banheiro. Havia 2 casais na maior pegação, aquilo foi muito excitante observamos um pouco e voltamos para o salão para beber, nessa altura a casa já estava bem cheia, e começou a ter alguns shows de strip no pole, vimos os shows, e decidimos ir para alguma salinha, a excitação estava a mil já, procuramos por alguma salinha reservada porém não havia, já estavam ocupadas, até que entramos em uma de glory hole, para quem não sabe é uma sala pequena cabe 2 pessoas, janelinhas na parede que podem ser abertas ou não. Entramos fechamos a porta e começamos a nós beijar, na altura do campeonato já tínhamos bebido uns 4 ou 5 drinks cada um, já estávamos alegres, Andreia me sentou em um puff que havia tirou

meu pau pra fora, e começou a chupar, que delícia de chupada, é uma das coisas que Andreia faz muito bem mas não curte muito. Em seguida levantei, tirei seu shorts jeans e desabotoei o body, ela estava sem calcinha, e já estava toda molhada, perguntei se ela estava gostando da noite que teve até agora, ela disse que sim disse pra ela vamos melhorar. Sentei ela no puff e comecei a chupar sua buceta, confesso que é uma senhora buceta, grande carnuda lábios grandes da pra enfiar a cara toda e ser feliz kkkk, Andreia me puxava pelos cabelos e gemia muito gostoso, até que vi ao lado uma das janelas que pussuia na salinha e abri sem que ela percebesse devido ao êxtase do momento, porém nada aconteceu, deixei aberto e continuei chupando, passaram se uns minutos e vi que tinha um casal nos observando na salinha ao lado pela janelinha, a esposa colocou o braço pela janelinha e tentou alcançar nos seios de Andreia, nisso ela olhou com espanto para mim com cara de que pq você abriu isso, eu fiz cara de safado pra ela e

acelerei a chupada colocando dois dedos dentro da sua buceta, nisso ela deu um gemido forte e começou a se contorcer, a esposa ao lado agora acariciava os seios de Andreia enquanto eu a chupava fazendo gozar muito na minha boca, coloquei Andreia de quatro e comecei a pincelar meu pau na portinha da sua buceta, e ela rebolando, até que o marido da esposa coloca o pau pela janelinha, e Andreia olha pra trás com cara de assustada, mas ao mesmo tempo muito tesão, pedindo pra eu socar logo, minha rola não é super em nada, tenho 17 cm e 3,5 de diâmetro, até que soquei fundo, e ela deu um gemido olhando pra traz e eu disse mesmo com ciúme mas com tesão e cachaça na mente, você faz o que sentir vontade, ninguém vai julgar ninguém, mesmo assim ela pergunta baixinho posso? ( Olhando pra pica que estava na janelinha ) eu acenei com a cabeça que sim e continuei a bombar, ela grudou naquela pica e começou a punhetar. Era uma pica semelhante a minha porém um pouco mais grossa Andreia ou

gerava e dava beijos naquela pica, enquanto gemia com as bombadas que recebia. Até que falei que ia gozar ela disse não goza, vou fazer você gozar com a minha boca, me sentou no puff e começou a mamar, ficando empinada na janelinha, o casal ao lado passava a mão em suas coxas bunda e buceta enquanto Andreia me mamava, e eu vendo sua excitação rebolando devagar com aquelas carícias ia empurrando ela pra trás até encontro a janelinha. Ela disse desse jeito vão querer me comer, eu disse pra ela, se não quiser é só fechar. Foi aí que ela empinou aquele rabo gostoso e grande em direção a janelinha, eu disse em voz alta camisinha, o rapaz ao lado prontamente colocou a camisinha e botou o pau naquela buceta carnuda, Andreia deu um gemido e acelerou a chupada, na hora da uma mistura de sentimentos inexplicável mas o melhor é aproveitar e relaxar, Andreia era socada por um desconhecido e

me mamava com vontade e gemia muito ate nos dois gozarmos juntos logo em seguida o rapaz da salinha também gozou e tirou o pau, Andreia me olhava com cara de safada e disse, agora e sua vez de por o pau na janelinha. Coloquei uma camisinha e pus o pau lá, a esposa do rapaz já foi logo colocando na sua buceta e socando com tudo enquanto Andreia me dava beijos no pescoço e dizia, que noite em meu safado, o que aconteceu aqui fica aqui, até que a esposa do cara parou tirou a camisinha e me fez gozar na sua boca, os dois olharam pela janelinha disseram obrigado e saíram, em seguida saímos e fomos embora, chegamos em casa tomamos banho transamos gostoso e perguntamos para nós mesmo o que vamos aprontar agora? Isso fica para outro conto. Espero que gostem deixe os comentários que lançaremos outra presepada nossa por ai

Deixe um comentário



contos eroticos a forçacntos eroticosrelatos de cornoscontos eróticos academiacomi minha filhaconto erótico dormindocontos eróticos categoriaconto erótico tiocontos eroticos lesbicosnovinhas contoscontos eróticos coroasconto erotico gordacontos eroticos proibidosconto erotico lesbicocontos eroticos por categoriacontos crossdresscontos eroticos engravideiforumcutucacontos eroticos filhocasa dos contos eróticoscontos crossdressercontos eróticos incestoscontos sobrinhoeróticosconto de putariacontos eroticos com novinhacontos pornograficoscontos eroticsconto erotico gordacontos eroticos de meninascontos de swingcontoseroticoscontos sexualcontos erroticosconto erotico policialcontos eróticos netcrossdresser contoscontos eroticoconto cornocontos incestenteada gostosasites de contos eroticosconto de corno mansocontos eroticos irmacontos eroticos metrocontos eroyicosconto cornocontos cunhadaconto amadorcontos comendo a sogracomi minha tia contocontos de sexo selvagemencoxando a maecontos erwww.contoseroticosrelatos de sexocontos de sacanagenscontos eroticos incestuososconto sexocontos de sexo analconto eroticos reaisconto eriticocontos insestocontoserotcontos eróticos publicadoscontos eroticos de tia e sobrinhocontos eroticos novinhotexto eroticocontos eróticos para mulherescontos eróticos cunhadacontos pornocontos eroticos gozando dentrocontos de sexo com a empregadacontos eróticos gordinhacontos eróticos de novinhascontos reais eroticoscontos eroticos verdadeirocontos erotico reaisconto erpticohistorias eróticoscontos gostososhistorias de incestoconyos eroticoscontos eroticos gayscontos eroticoscontos de corno manso